sábado, 11 de setembro de 2010




Fazer o bem




Questões sociais, educacionais, de saúde ou segurança. Em todas estas áreas e muitas outras podemos fazer o bem. Fazer o bem exige interação com as pessoas, com a sociedade de alguma forma. Sou fã de algumas personalidades mundialmente conhecidas como Madre Tereza, Mandela e Papa João Paulo II. No Brasil temos muitos também como Irmã Dulce, Didi com o Criança Esperança, os jogadores Raí e Leonardo com o seu projeto Gol de Letra.


Muitos outros serão lembrados por você e merecem destaque também.Podes citá-los no nosso blog.


Falar deles seria complexo e difícil, mas penso que existem algumas características que merecem destaque. São pró-ativos, perseverantes, não medem esforços para atingir a meta, sabem unir as pessoas em torno deles e acima de tudo tem uma causa para lutar. Causa nobre. Nenhuma dessas características seriam importantes se não existisse um ponto crucial. As causas são destinadas para fazer o bem.


Nós também podemos. Não é preciso abdicar dos seus desejos ou da sua vida pessoal. Podemos fazer muito com atitude. Atitude de vencedor. Atitude de fazer algo mais. Podemos fazer auxiliando alguém a atravessar a rua ou ensinando a ler. Mostrando o caminho e previnindo o mundo das drogas,tirando as pessoas da miséria. Um prato de comida ou uma camisa do seu armário pode ajudar alguém. Dê o exemplo para o seu filho. Mostre o caminho. Oriente. A sociedade precisa de heróis. Nós podemos ser heróis "ocultos" ou não. Depende do que você quer.


Há muitos anos convivo com isso. Bons exemplos. Meu pai Dr. Xuxo,José Aluísio Vieira, foi ensinado por sua mãe, Herondina, a fazer o bem e fundou a Pró-Rim. Minha mãe também, voluntária da Pró-Rim de corpo e alma. Dr. Hercílio, Presidente da Pró-Rim, lutando pelos pacientes. Meus amigos da Pró-Rim médicos, enfermeiros, psicólogos, administradores, técnicos de enfermagem e muitos outros lutando em primeiro, segundo e terceiro lugar pelos pacientes fazendo o bem. Um transplante para um paciente pode mudar sua vida. A equipe luta, luta, luta para Salvar mais uma vida. Tenho orgulho em poder trabalhar com estas pessoas que tanto fazem para ajudar, para FAZER O BEM. Fazer o bem é mais produtivo. É melhor. Produz substâncias que fazem você se sentir melhor. Muito melhor que falar mal de alguém ou pior ainda fazer o mal. Isso não está na moda. Na moda é ver o sorriso das pessoas depois de pequenos ou grandes gestos.


Na moda é ser bom.


Pense nisso!


Marcos Vieira


Nenhum comentário:

Postar um comentário